sexta-feira, 12 de março de 2010

Você sabe quanto ganha uma babá?

Esses dias, enquanto o Gabriel fazia natação, assistindo à aula pelo vidro, não resisti e tasquei uma pergunta, entrando, sem ser convidada, na conversa de duas babás:

- Desculpem a intromissão, mas, posso perguntar uma coisa, o que é um bom salário?

- Por menos de mil e quinhentos, não trabalho pra ninguém, não saio de casa. Mas, sou enfermeira, é por isso... Mil e quinhentos é sem dormir, é claro!

- Dormindo, é dois e meio, completou a outra.

- Isso para ser babá, só para olhar as crianças? Perguntei, para confirmar.

- Claro! Disseram as duas, com espanto pela dúvida.

A que falou dois e meio, explicava para a outra que está procurando um outro emprego porque não aguenta mais dormir no serviço. Pediu para a patroa deixá-la voltar para casa dois dias na semana, mas não foi atendida. A outra falava de uma mulher que estava procurando alguém para cuidar de uma menina. Estava em busca de alguma candidata ali mesmo, na escola de natação, na semana anterior. E dizia que era um bom salário.

- São seis anos, não aguento mais, tô com a cabeça cheia. Já estou com 45 anos, não vou perder a minha vida inteira. Já avisei que se ela não deixar mesmo voltar duas vezes na semana, pode ir procurando outra que eu vou sair.

- Ah, eu não durmo na casa de ninguém, não aceito emprego pra dormir, de jeito nenhum.

As duas trocaram os números de celular e a que quer sair do emprego começou a falar comigo.

- Eu já saí uma vez, sabe, essa que está nadando aí tem cinco anos. Eu cuidava do irmão dela e quando ela nasceu, a minha patroa pediu pra ficar com ela também. Quando eu saí, ela pediu pelo amor de deus pra voltar. Quando eu cheguei, essa menina estava cheia de ferida.

Conversando e de olho no Gabriel, que fez uma aula deliciosa. Estava animado, sorridente, querendo copiar o que os maiores faziam. A babá comentou:

- Ele chorou no primeiro dia, não chorou? Eu lembro dele.

Bom, já que ela me colocou na prosa, fiz mais algumas perguntas. As crianças têm sete e cinco anos. Ela sairia às quatro e meia da tarde, e as crianças ficariam com a arrumadeira. A babá disse que deixaria tudo pronto, os dois de banho tomado, a comida deles feita. Segundo ela, os patrões são muito bons, mas não cedem em nada. E nisso de deixar ir para casa, não dão conversa. A aula acabou antes que eu conseguisse perguntar sobre as folgas no final de semana.

Fiquei pensando: O que impediria uma família de cuidar dos filhos de sete e cinco anos duas noites por semana? Pra que crianças dessa idade ainda precisariam de babá dia e noite?

Surpresa com os valores dos salários declarados pelas babás, resolvi fazer uma pesquisa no salariômetro do governo do Estado de São Paulo, com dados do Ministério do Trabalho e Emprego.

Nos últimos seis meses, o salário médio de admissão de babá, com ensino médio completo, foi R$ 762. Neste período, houve três contratações com o mesmo perfil, na cidade de São Paulo.

Para atendente de enfermagem, com ensino médio completo, para trabalhar em berçários e no serviço doméstico, nos últimos seis meses, o salário médio de admissão foi R$ 1.408. Neste período, houve três contratações com o mesmo perfil, na capital paulista.

Resolvi fazer duas enquetes aqui no blog. Você tem ou já teve babá para cuidar dos seus filhos? Quem cuida das crianças?

Leia também:

Paternidade terceirizada: “Filhos da babá com o motorista” passam férias com os monitores

Quem procura um lugar para guardar criança?

28 comentários:

  1. oi Thelma!Eu fiquei um ano inteirinho cuidando do meu filho. Larguei emprego, tudo. Não conseguia confiar em ninguém para cuidar dele.Depois que ele cresceu um pouco, eu achei que já estava na hora de "respirar" e voltar a ter minha vida, mas não contratei babá. Coloquei na melhor escola que eu poderia pagar e não me arrependo. Pela manhã e à noite cuido dele sozinha e nos finais de semana meu marido me ajuda. Agora, sobre os salários, caramba... nem vou comentar, kkkkk. Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que baba e como qualquer outro emprego. Tem advogados que ganham 2000 e outros que ganham 20.000, mas isso vai depender de sua própria capacidade e atitude no emprego. Agora eu nunca entendi esse costume brasileira e venezuelana também (eu pude observar quando morei lá) de ter baba como se fosso ter TV na casa, ou seja, baba tem que ter se não as pessoas começam a te perguntar “e você da conta de tudo sozinha????”. Os nossos filhos são nossos às 24 horas. A mulher hoje em dia precisa trabalhar, concordo, mas se queremos ter filhos precisamos cuidar deles também. Baba vai cuidar de nossos filhos como um advogado pode cuidar das leis... Claudia.

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca nem sonhei em ter uma babá ... tive minha filha para cuidar dela, quando vou para o trabalho ela fica na escola, se preciso sair (todos nós precisamos!) ela fica com alguém da família, uma das avós, tia, tio, primas, madrinha ... Quando viajo quero ficar com ela, brincar, curtir a piscina, a praia ... acho que ser mãe é isso.Não consigo entender quando vou a um restaurante no fim de semana e vejo crianças com os pais, avós, etc e ... a babá!!!!!Gente, essas coitadas não tem folga???? Acho muito estranho uma família reunida num restaurante, num parque ou qualquer outro lugar com uma babá junto. Até entendo ter uma babá para ficar com as crianças enquanto os pais trabalham, mas enquento todos se divertem ... não faz parte da minha cultura.

    ResponderExcluir
  4. Tenho 2 filhos. Sempre tive empregada doméstica que trabalha de 8 às 18, de segunda a sexta. A empregada fez (e faz) de babá às vezes durante parte da manhã antes de levar para a creche/escola. Final de semana nunca tive folguista. Quando quero sair à noite as crianças ficam com familiares ou com a empregada (por um valor extra). Quanto aos salários só de babá não estou muito por dentro. Empregada doméstica que não dorme, aqui no Rio de Janeiro, está entre 750,00 e 1.000,00 (também depende do bairro).

    ResponderExcluir
  5. Eu tive babá para cuidar do meu primeiro filho durante o dia enquanto eu estudava e trabalhava. Depois de trocar umas três vezes, desisti e procurei uma escolinha. Escolinha não falta, não fica doente, não tira férias e ainda tem amiguinhos para brincar. Além, é claro, de favorecer o desenvolvimento da criança.De qualquer forma não sou contra babás, cada família sabe de suas necessidades e há aquelas em que, infelizmente, é preferível que as crianças sejam cuidadas por elas do que pelos pais.

    ResponderExcluir
  6. Eu fiquei de voltar a este "post" para comentar... Voltei. Sempre tivemos babás. Não é sempre que podemos contar com alguém de confiança, família ou amigo, para cuidar das crianças enquanto estamos trabalhando e não optamos por mantê-los em escola por tempo integral. Foi uma opção nosssa, não uma crença. Por isso, a babá é fundamental para equacionar os problemas da rotina do dia a dia. Também optamos que a babá ficasse com os meninos durante os dias úteis da semana. Nos finais de semana, não. Mas, novamente, esta é uma opção que foi feita pelo pai e pela mãe, levando em conta nossas necessidades e ritmo de vida.Não é fácil escolher babá. E a relação de trabalho tem que ser feita de forma transparente, para evitar atritos. Isto quer dizer, carteira assinada, direitos pagos, horários certos e definidos de trabalho. Já erramos e já acertamos. É óbvio que a preocupação com o "errar" é muito grande. Mas a conversa com os filhos nos ajuda a compreender. É preciso ouví-los, sempre. E ponderar, compreender e agir, se necessário.E mesmo agora que eu e a mãe nos separamos mantemos esta relação de trabalho. Quando eles ficam na minha casa, durante os dias da semana, quando não estão na escola, a mesma babá que cuida deles na casa da mãe fica na casa do pai, até eu chegar a noite. É óbvio que para manter este cenário é indispensável uma boa relação entre mãe e pai. E dos pais com a babá.Mas o único conselho que posso dar é que cada família, não importando o modelo adotado, reconheça que as babás não podem exercer papéis que são dos pais ou dos responsáveis pelas crianças. As babás são "parte" do processo de cuidado que devemos ter com nossos filhos. Assim como fazem parte deste pŕocesso a escolha da escola, a escolha das brincadeiras, a escolha das rotinas, a escolha dos meios de transporte e .... Enfim, não há processo pronto. E acho que não existe o "processo modelo ideal".

    ResponderExcluir
  7. Domingo de sol, Praça Buenos Aires em Higienópolis, São Paulo ... muitas babás com seus uniformes brancos brincavam com lindas crianças enquanto suas mães deviam estar dormindo ou fazendo algo mais "interressante" ...

    ResponderExcluir
  8. Não precisava nem ver o comentário da Srta Thamara, quem você acha Thamara que cuidou das crianças de madrugada ou à noite? Provavelmente os pais, vejo raros casos em que crianças preferem as babás aos pais, por que será ein?Enfim, tenho babá que dorme de segunda a quinta, na sexta vai embora, recebe R$ 700,00 com carteira assinada e recolhimento de INSS por nós.Agora com 2.5 anos vou colocar minha filha na escolinha em período parcial.Moro em Brasília, sem parentes próximos e não posso ficar sem babá porque se mandar minha filha pra escola e ela adoecer? Como farei?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. boa Érica.sou babá e entendo o que vc falou,acho que tem muitas pessoas boas no mercado de trabalho que pode somar em uma família.

      Excluir
  9. Não tenho nada contra quem tem babá ... só não tenho uma .... Mas, confesso que morro de dó das crianças e das babás .... Continuo sem entender como num lindo domingo de sol as crianças passeiam com suas babás!!!!!!! Entendo ter uma babá para cuidar da crinça na ausência dos pais ou parentes, mas não faz parte da minha cultura deixar a criança com a babá nos finais de semana. Isso é uma questão cultural, e de liberdade de escolha ... eu escolhi ser mãe e cuidar da minha filha ... de dia, de noite, de madrugada e nos finais de semana. Só isso, sem maiores polêmicas. Em tempo: trabalho fora, de segunda a sexta-feira e eventualmente nos finais de semana, quando a pequena fica com o pai, avó, tio, amigos, enfim ...

    ResponderExcluir
  10. Gente! Eu nunca quis ter babá, pq ESCOLHI ser mãe, mas chega uma hora que vc realmente precisa, especialmente com duas crianças bem pequenas, e SEM NENHUM PARENTE POR PERTO para ajudar. Acho ótimo vcs que podem pedir pro tio, pra vó, pra vizinha... mas e quem NÃO PODE??? Faz o quê??? Santa babá!!!

    ResponderExcluir
  11. Realmente, quem tem familiar para contar é muito bom,mas quem não tem ninguem ,como fica? E quando o casal trabalha o dia todo ?Optamos em colocar nosso filho na escola com dois anos,pois antes a chance dele pegar milhões de viroses é enorme,e isto sim eu não quero ver,meu filho sofrendo antecipadamente ,usando antibioticos,antitermicos,etc Claro que o convivio social com outras crianças é importante, e tentaremos suprir isso com amigos que tenham filhos da mesma idade.O salário de uma boa babá realmente é elevado pago mil e setecentos reais,e ela é super cuidadosa com o bebê, se não fosse a babá eu não teria saido de casa até hj,pois a pediatra dele (recem nascido )só liberou saidas após tres meses. Quem faria super mercado,feira,serviço de banco? A vida continua e temos que nos virar da forma que dá, meu filho é a coisa mais importante da minha vida,por isso tenho uma pessoa muito bem paga e qualificada para me ajudar a cuidar dele.

    ResponderExcluir
  12. Alice disse...concordo com a Lú, quando não temos ninguem precisamos fazer as coisas e tranbalhar, eu tenho outra filha e quando ela esta doente fica dificil cuidar dos dois, se não fosse a babá do meu pequeno eu estava perdida, eu não tenho nada contra quem deixa com a Mãe, Tia, Tio e Tia , mais pra mim não tem diferença nenhuma de quem deixa com as babás.. pois quando vc deixa com outra pessoa uma coisa é certa não somos nós é que estamos cuidando do mesmo geito, mesmo que esta pessoa seja sua mãe, a Thamara disse que prefere deixar com a mãe, tio e tia nos finais de semana, mas pare pra pensar!! ela esta de qualquer forma deixando com outra pessoa(mesmo sendo parente) ela não esta presente da mesma forma,e outra evito deixar com a minha mãe.. eu particularmente acho um abuso!!! a minha mãe ja me criou e não tem a obrigação de ter obrigação de ficar com meus filhos mesmo que aos finais de semana mesmo entendendo que minha mãe sempre fica com amor com meus filhos porém não acho justo minha mãe com 65 anos deixar de viajar para que eu poça me divertir , essa responsabilidade cabe a mim resolver. Santass Babásss!!!

    ResponderExcluir
  13. Minha noiva é babá e tem o ensino médio completo,ganha 1200 reais para cuidar de 2 meninas de 4 anos de idade,elas são gêmeas.A grande dificuldade que ela encontra na profissão está mais ligado ao que diz respeito a pouca familiaridade dos pais ausentes na vida das meninas.Por vezes as crianças chamavam a babá de mãe,o que foi logo vetado pela mesma de maneira bem didádica.Essa ausÊncia por parte dos pais a deixa muito sobrecarragada!Pois babá é pra auxiliar e não para...luizlcnf@hotmail.com

    ResponderExcluir
  14. Olá Thelma, como vai? Quanto tempo? Visto pelo blog Gabriel vai muito bem! Que bom fico feliz.Os meus bebês também estão bem sim, o Lorenzo agora com 1 ano e 11 meses e Angelo com 1 mes. Respeito as diversas opniões de que quando se tem um filho nós devemos cuidar e não outras pessoas! Mas no meu caso,não tenho opção alguma senão colocar uma baba dentro da minha casa.Como voce sabe sou aeromoça, e meu trabalho exige que fico alguns dias fora de casa.Mas não concordo que por essa razão( de não poder cuidar deles por período integral) eu não deva ter filhos. Penso que quantidade não significa qualidade, ou seja , se fico 3 dias longe de casa, quando estou com eles sou 100% por eles; já outras mães que trabalham em horários regulares(08:00 as 18:00) e estão em casa toda noite, nem sempre estão dispostas a brincar, a dar atenção porque muitas vezes pegou um trânsito ferrado e/ou estão estressadas com o trabalho e mal reparam nos filhos. Isso é o que quero dizer, a necessidade é de cada um e óbvio se pudesse trocar de trabalho agora p/ ficar mais tempo com eles o faria,mas no meu caso não dá. O que faço então é ser mãe 100% quando com eles.Um beijãoooooooo p/ voçê e Gabriel

    ResponderExcluir
  15. Olá, eu sou babá graduada em enfermagem e atualmente recebo salário de 4500,00 por mês de segunda a sabado das 07h as 20h. Sou enfermeira graduada e trabalho com um casal de crianças a cinco anos e acho mesmo que este trabalho é desvalorizado pois se os pais acham caro pagar 1500 por uma babá, então porque eles mesmos não tomam conta das crianças já que acham tão simples.

    ResponderExcluir
  16. Oi...sou baba e empregada de uma familia de vice-consul aqui no Rio.Ganho mais de 1000,00 por mes mas extra quando vao sair a noite.amo meu trabalho e cuido de 3 crianças.Pena que e por pouco tempo.Estou com eles a 2 anos e vou ficar mais dois anos e quando eles irao embora.As crianças me adoram vou sentir muita falta deles quando partirem.

    ResponderExcluir
  17. Eu moro na Alemanha e esse conceito de babá 24hs sequer existe. Eu pago uma moça por hora, que busca o meu filho de 1 ano e meio na escolinha e fica com ele apenas até eu chegar. Faço questão que ela vá embora assim que eu chego, porque eu decidi ser mãe, não apenas ter um filho. Trabalho o dia inteiro e acho que o tempo que tenho com ele depois que chego e nos fins de semana é muito precioso. Isso inclui tomar banho com ele nos fins de semana, dar comida e ver o que ele gosta, "ler" livrinhos e observa-lo descubrindo as palavras. Isso é ser mãe para mim.

    ResponderExcluir
  18. Nossa,fico impressionada com tantas opiniões..Estou no momento tentando voltar trabalhar, tenho um filho de 1 ano e meio que irá para escola meio período e ficará meio com a babá.Peço apenas para que ela fique com ele, qdo ele dorme das 12:30 até 14:30 ela passa as roupas dele, peço para que ela almoce com calma,sem correria para relaxar,faço o que posso para agradá-la.Valorizo muito esse trabalho, sei como não é fácil cuidar de uma criança.O que não gosto é o fato de todas as babás ficarem na area de lazer do prédio comparando o que uma faz e quanto ganha. Neste momento penso que elas mesmo não se valorizam,pois chegam no trabalho e pedem aumento pq a fulana não passa a roupa e a outra não tem que preparar o jantar da criança e assim vai.Por esse motivo estou praticamente optando por deixá-lo período integral na escola,tendo em vista que sairá em torno de uns R$1.500,00 por mês e ainda os profissionais da escola não vão comparar nada e muito menos comentar o que acontece dentro da minha casa.Se a babá fosse excelente, pagaria os R$ 1.500,00 para ela sem pensar.Até mais,

    ResponderExcluir
  19. Por experiência própria: qto mais se dá, mais se valoriza, mais elas reclamam, choram, querem e não estão nem aí para responsabilidade, sem generalizar, é óbvio. Spre paguei mto bem as babás, mas essa comparação que fazem entre o que ganham e o que fazem é o que vem a malograr um emprego que para elas poderia ser bem sucedido. Antes, eu era desfavorável, por achar que meu filho ficaria muito cansado, mas, agora, penso que a melhor opção, se vc não tem uma pessoa em que se confie 100%, é a escola integral, uma excelente escola, não qualquer uma. Fora a falta de privacidade à qual nos expomos com estas estranhas dentro de casa. Agora, sinto muito, mas 4.500,00 de salário??? Só se for empregada de político de Brasília ou dos 0,1% dos milionários do País, pois totalmente fora da realidade, por melhor que seja a profissional, pois tem até médico que não tem essa renda nesse país, me poupe. R$ 1.500,00 concordo que valha, desde que seja muiiiiito eficiente. Por ora, é só e parabéns pela iniciativa do blog

    ResponderExcluir
  20. Concordo que 4500,oo é um absurdo. Sou dentista especialista, e por 4500 eu mesma vou ser baba!Tenho um bb de 8 meses, parei de trabalhar para ficar com ele. As vezes fico cansada, mas nao confio deixar com uma baba. Acho q por melhor q seja ela podera perder o equilibrio e agredir o bb, msmo q verbalmente...

    ResponderExcluir
  21. Eu nunca trabalhei como babá... Não sei quanto devo cobrar para cuidar de um bebê de 7 meses e uma criança de 6 anos ambos filhos de um casal que moram aqui no meu condomínio. Vou ficar com eles das 19:00 as 23:00 hrs (período de 4 horas)De segunda a quinta. A mãe das crianças disse que eu vou dar mamadeira, papinha pro bebê e dar banho no de 6 e colocar eles pra dormir e trocar a fralda do bebê...Ela não vai precisar pagar vale transporte, nem refeição, porque moramos no mesmo condomínio, então por favor me ajudem...Ela pediu pra mim fazer o meu preço, fui honesta e disse que não poderia porque nunca trabalhei como babá, seria a minha primeira vez cobrando, mas já cuidei de criança do meu prédio, que a mãe deixou comigo, mas nunca cobrei, porque gosto de criança e fiz um favor...agora não sei o que fazer...por favor alguém poderia me ajudar? Qto devo cobrar? Afinal tem um bebezinho e é uma grande responsabilidade, afinal filhos dos outros é uma grande responsabilidade...

    ResponderExcluir
  22. Trabalho em recife, sou baba de dois bebe gemeos q tem 10 meses, ganho um salario minino e minha carteira assinada como empregada domestica, existe alguma diferença entre assinar carteira como domestica e baba? Queria um conselho, pois não dizer ao certo como estas coisas funcionam, desde ja agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nossa ta te exploranaaado

      Excluir
    2. Eu tambem sou baba/enfermeira e garanto que tem mto gentrE que paga 4500

      Excluir
  23. MUITO LEGAL TA NA HORA DAS MAES TER MUITO CUIDADO COM ELES SAO PEQUENINOS QUE NAO SABER DE NADA MAIS AINDA SIM PRESISA DE MUITO CARINHO E AMOR SAO CARINHOSO E PRECISA DE ALQUEM PARA DE DAR CONSELHOS E TE AJUDAR NAS HORAS QUE PRECISAM PELA ADOLESCIA TIVE MUITAS AVENTURAS COMO BABA E AINDA SOU POSSO DIZER QUE ALGUNS SAO MUITOS DE OBEDIENTE MAIS SAO MUITO CARIMATICOS MAIS TENTO QUER SIGNIFICAR QUE MESMO SENDO DESOBEDIENTE TER DAR CARINHO E AFERTO MESMO EU NAO SENDO MAE DELES E PASSO MAIS TEMPO COM ELES AS VESES FALAM QUE MI AMA QUE A MAE DELES NAO DAR CARINHO PARA ELES QUE NAO TER TEMPO PARA FICAR OU BRINCAR COM SEUS FILHOS REVETER A HISTORIA OU MUDO DE ASSUNTO GOSTO MUITO DE CRIANCA MAIS AGORA PRICISO ARRUMAR SERVISO PARA CUIDAR DA MINHA VIDA TUDO QUE TENHO A DISSE PARA VCS PAIS QUE TIRAM UMAS FERIAS OU PELO MENOS UM DIA PARA BRINGAR E DIRA AS DUVIDAS DE DEU FILHOS POIS MESMO SENDO DO JEITO QUE SAO ELES AINDA AMAM VC BJOSS EMUITO OBRIGADA POR LER ESSA MENSAGEM SE FICARAM INTERANDO LIGA PRA MIM 92131937 KAROL.

    ResponderExcluir
  24. Ola, tenho gemeos meninos 9 meses, estou precisando de baba! Vc tem alguma amiga que esteja precisando de emprego? pago mais q o salario. Moro em recife. 91763937

    ResponderExcluir
  25. Oiii Vou entrar nesse ramo também , a poucos dias não sei quanto cobrar pois tem 6 anos é meio periodo , ele não para kkk conheco um pouco ele , acredito que vamos nos dá bem sim penso em cobrar 1200 mas acho q é de mais mas pelo menos 800 com vale transporte , . Acho que Ta bom Pra mim e pra ela .

    ResponderExcluir

O seu comentário será publicado após moderação da editora do blog.
Obrigada!